Blog

Novos filhotes: baby boom no Parque Fioravante Galvani!

31/05/2017

Dar a notícia de um novo nascimento entre as espécies que vivem no Parque é sempre uma grande comemoração. Agora, imagine nossa felicidade ao anunciar que, nesse momento, três casais estão em processo de ser pais. Sim! Já temos um filhote de ararajuba, nascido em março, e, nos próximos dias, a lobo-guará Mel e a bugio Bacana também serão mamães. 

 

A importância desse baby boom vai além da natural celebração pelos nascimentos. A reprodução de animais silvestres em cativeiro é um instrumento fundamental para a conservação de espécies ameaçadas ou em risco de extinção. “Diversas ameaças fazem com que as populações silvestres dessas espécies encontrem-se em declínio, dificultando a existência de populações viáveis no ambiente natural. Neste contexto, programas de reprodução que consigam manter populações cativas demográfica e geneticamente sustentáveis são fundamentais, podendo garantir a existência dessas espécies no futuro e subsidiar programas de reintrodução de indivíduos na natureza”, explica Maria Fernanda Naegeli Gondim, médica veterinária do Parque.

O Parque Fioravante Galvani, por exemplo, participa dos chamados studbooks internacionais do lobo-guará e do bugio preto. O studbook consiste em um banco de dados que contém o registro genealógico da espécie. Ele guarda todas as informações dos antecedentes e descendentes dos indivíduos, noções imprescindíveis para a organização dos grupos de animais e orientação dos cruzamentos. Tudo isso tendo em vista a conservação das espécies.

 

Ambiente propício

O bom índice de sucesso na reprodução de animais em cativeiro que o Parque tem alcançado não é por acaso. Toda a equipe do criadouro desenvolve uma série de cuidados e medidas especiais para garantir a manutenção e reprodução das espécies:

  • Ações de medicina preventiva que garantem a sanidade dos animais do plantel.
  • Cuidados com a nutrição, fornecendo aos animais uma dieta balanceada que atendem às necessidades de todos os indivíduos nas diferentes fases da vida.
  • Recintos amplos que contém vegetação característica do Cerrado e, dessa forma, reproduzem o habitat natural do animal, aumentando a adaptação ao cativeiro.
  • Enriquecimento ambiental, que torna os recintos mais elaborados e permite que os animais desempenhem comportamentos naturais da espécie. Isso diminui a ociosidade e o estresse, entre outros fatores, assegurando o bem-estar dos animais e, consequentemente, aumentando as taxas reprodutivas.
  • Número limitado de visitantes para a realização de visitas monitoradas relacionadas ao Programa de Educação Ambiental, reduzindo os impactos da exposição na reprodução dos animais.

Todas essas medidas, somadas ao acompanhamento constante pela equipe do Parque, criam as condições ideais para o bem-estar e a manutenção dos animais. Um reflexo são as recentes notícias sobre os novos moradores do Parque. A ararajuba Lindinha colocou este ano três ovos férteis, que eclodiram entre 20 e 24 de março. Uma curiosidade: os filhotes nascem praticamente sem penas, de olhos fechados e são completamente dependentes dos pais. A habilidade do casal em realizar os cuidados com os recém-nascidos é determinante para a sobrevivência da prole e, quanto mais experiente o casal, maior a probabilidade de sucesso.  “Para que o Leo e a Lindinha tivessem a oportunidade de desenvolver essa habilidade, optou-se por deixá-los responsáveis por essa criação”, explica Maria Fernanda. Dos três filhotes, um sobreviveu, desenvolveu-se bem, já está completamente emplumado e, quando completar três meses, começará a sair do ninho.

 

No recinto dos bugios, a Bacana está em pleno período gestacional, que pode durar de 5 a 6,5 meses. A chegada do novo filhote é aguardada a qualquer momento! É o mesmo caso dos lobos-guará Mel e Vitor. O nascimento de um ou mais filhotes (as fêmeas costumam parir de 2 a 5 filhotes) também está previsto para as próximas semanas, encerrando o ciclo de, em média, 65 dias de gestação.

 

Quer acompanhar os próximos passos relacionados a esses nascimentos? Confira na página do Facebook do Parque todas as novidades sobre os filhotes!

Comentários

Deixe um comentário

Os campos com * são de preenchimento obrigatório.

0 comentário(s)

Nenhum comentário em "Novos filhotes: baby boom no Parque Fioravante Galvani! ". Seja o primeiro a comentar!